quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

INVERNO DOS ANTIGOS

Para quem diz que já não há Invernos como antigamente, aqui está a prova. A natureza encarrega-se de nos recordar de que os há! E este Inverno além da água que já enche Rios, Barragens, poços e campos ainda nos visitou a neve. Até no Rosmaninhal nevou, embora não com a intensidade com que se monstrou noutros locais do Distrito e no resto do País. É claro quando a água é muita provoca sempre estragos e algumas casas mais antigas não resistem e acabam por ruir e não só as casas, foi o que aconteceu com o Forno da telha, que a juntar à ruina existente lá caiu mais uma parte do muro, provavelmente quando pensarem em reconstrui-lo já não deve lá existrir nada para reconstruir.






















































Vejamos os dados do Boletim informativo do Sistema Nacional de Informação de Recursos Hidricos http://snirh.pt/
No último dia do mês de Dezembro de 2009 e comparativamente ao último dia do mês anterior verificou-se uma subida no volume armazenado em todas as bacias hidrográficas monitorizadas.
Das 56 albufeiras monitorizadas, 24 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e 11 têm disponibilidades inferiores a 40% do volume total.
Os armazenamentos de Dezembro de 2009 por bacia hidrográfica apresentam-se superiores às médias de armazenamento de Dezembro (1990/91 a 2008/09), excepto para as bacias do RIBEIRAS DO OESTE, SADO e MIRA.


Estes são dados de Dezembro de 2009, por esta data a grande maioria das albufeiras do País estarão no máximo da sua cota.
Aproveitem e façam umas visitas. O Alqueva está a despejar e deve ser um belo passeio.

8 comentários:

Anónimo disse...

Não é Alqueiva.É Alqueva.
A porra das minis é o que fazem.

MC disse...

Obrigado pela correção, já está emendado.
Assim é que eu gosto, de leitores atentos.

Anónimo disse...

Moinheca Vem de Moinho ? - Não
nheca vem de caneca ? - Não
Vá lá se não leva reguada
é M.....................

MC disse...

Caro amigo, a palavra moinheca significa na verdade moinho e todos os topónimos junto da ponte sobre o Rio Ponsul (construída entre 1872 e 1875, no reinado de D. Luís I, a ponte tem uma extensão total de 142 metros e largura de 7,2 metros, ocupando a faixa de rodagem 5,3 metros- Est. Nac. 240) utilizam a palavra MOINHECA (ver topografia das cartas militares).
Caro amigo neste espaço gostariamos de conteúdos mais úteis e dá para perceber que possui sentido critico e se interessa pelo blog e pelo Rosmaninhal. Assim vamos lá ao que interessa, A NOSSA TERRA.

Barroso disse...

Boas!
Mário eu não queria entrar em "conflitos" mas penso que a palavra correcta é Munheca. Não consultei as topografias militares mas visitei ainda há bem pouco tempo o centro de interpretação ambiental de Castelo Branco e lá é usada a designação Munheca, e também é usada em documentos camarários...Agora não sei quem está a utilizar correctamente a palavras, às tantas ainda se podem usar as duas designações...

Um abraço!

Anónimo disse...

terei que levar a reguada
valha-nos os mapas da tropa

Eddy Nelson disse...

grande mário, grande conterrâneo e parente-mais proximo-que-distante!
...e não é que só hoje dei com este teu link na tua pagina principal. fico contente por mais uma das tuas nobres iniciativas em prol do sempre luminoso rosmaninhal. força rosmaninhense e que todas as ilusões caiam de vez e renasçam todas as esperanças de futuro para este território e este "povo" tão admirável em todas as dimensões possiveis e impossiveis. ainda espero que renoves a tal ideia da associação, desta vez em definitivo. tens o meu inteiro e integral apoio, aliás o rosmaninhal tem todo o meu humilde e dedicado apoio em tudo...

um grande abraço

tchamuscado disse...

Então Mário,
Estás de férias ou que?
A rapaziada quer noticias.